Raio-x

Exames de Raios X são exames que detectam emissões eletromagnéticas que são impressas em chapas fotográficas (radiografias). Nas últimas décadas foram acrescentados novos métodos de imagem, como a ultrassonografia, a densitometria, a ressonância magnética nuclear, a mamografia, a tomografia computadorizada, etc.

Na medicina, os Raios X são utilizados nas análises das condições dos órgãos internos, ossos, formações internas do corpo, tratamento de tumores, câncer, doenças ósseas, etc.

A realização do Exame de Raio X é bem simples. O paciente e a máquina que irá fazer o exame são posicionados de acordo com o local do corpo a ser examinado (costas, tórax, crânio, etc.). O técnico que realiza o procedimento dá orientações ao paciente sobre o que fazer antes, durante e depois do registro da imagem. Por vezes é necessário respirar fundo, prender a respiração ou manter uma determinada posição por alguns segundos, para o melhor registro da imagem. Os raios emitidos pela máquina não machucam. Eles passam através do corpo e “marcam” uma placa sensível, gerando a imagem do local desejado. O resultado da radiografia é dado sob a forma de laudo, emitido pelo médico radiologista, que descreverá as alterações encontradas.

Dependendo do local do exame, é necessário tirar a roupa e acessórios (brincos, piercings, relógio, colar, etc.) que possam bloquear a passagem dos raios X e interferir na precisão do exame.

O Raio X de Tórax é o exame radiológico mais comumente pedido pelo Médico do Trabalho. Todos os funcionários expostos a poeira, pó, névoa, câmaras frias, tintas e solventes em seu ambiente de trabalho (como acontece com: serralheiros, pintores, caldeireiros, jateadores, fracionadores de medicamentos, pedreiros, serventes, etc.) deverão realizar tal exame. A periodicidade do exame será estipulada pelo Médico Coordenador do PCMSO. Esse exame consiste em uma radiografia do tórax, usada para diagnosticar doenças que afetem o tórax, seu conteúdo e suas estruturas próximas. Com o Raio X de Tórax avaliam-se os pulmões, o tamanho e os contornos do coração, mediastino, pleura, diafragma e os ossos da caixa torácica (costelas, esterno e vértebras).

O Raio X da Coluna Vertebral também é um exame que pode ser pedido pelo Médico do Trabalho. Todos os funcionários que carregam peso deverão realizar tal exame (carregadores, pedreiros, serventes, etc.). A periodicidade do exame será estipulada pelo Médico Coordenador do PCMSO. Os Raios-X da coluna vertebral podem ser realizados para avaliar qualquer área da coluna vertebral (cervical, torácica, lombar, sacral, ou coccígea). O exame de Raio X da Coluna é usado para diagnosticar doenças que afetam a coluna vertebral, seu conteúdo e suas estruturas próximas. Os Raios X da Coluna Vertebral podem ser realizados para diagnosticar dor nas costas ou no pescoço, fraturas ou ossos quebrados, artrite, espondilolistese (o deslocamento ou deslizamento de uma vértebra sobre o que está abaixo dela), degeneração dos discos, os tumores, anormalidades no alinhamento da coluna vertebral, como cifose, ou escoliose, ou anomalias congênitas.

Dúvidas frequentes

Mulheres grávidas podem fazer Exame de Raio X? Em se falando de gravidez, a conduta dos médicos costuma ser de adotar sempre o grau máximo de cautela. Por isso, embora os riscos ligados a radiografias diagnósticas sejam baixos, os especialistas recomendam que as gestantes marquem, para depois do parto, exames não-urgentes.

Quais funcionários devem realizar Exames de Raio X? O Raio X de Tórax deve ser feito por todos os funcionários expostos a poeira, pó, névoa, câmaras frias, tintas e solventes em seu ambiente de trabalho (como acontece com: serralheiros, pintores, caldeireiros, jateadores, fracionadores de medicamentos, pedreiros, serventes, etc.). Já o Raio X de Coluna Cervical deve ser feito por todos os funcionários que carregam peso (carregadores, pedreiros, serventes, etc).

Com qual periodicidade devem ser realizados os Exames de Raio X? De acordo com o quadro II da NR-7, os funcionários expostos a: a) aerodispersóides-fibrogênicos realizarão o RX de Tórax no exame admissional e no exame periódico (anualmente); b) aerodispersóides não-fibrogênicos realizarão o RX de Tórax no exame admissional e no exame periódico (de três em três anos, se a exposição for a menos de 15 anos; e de dois em dois anos, se a exposição for a mais de 15 anos); e c) condições hiperbáricas realizarão RX das articulações escapulo-umerais e coxo-femurais no exame admissional e no exame periódico (anualmente).

Existem problemas detectados no Exame de Raio X que não foram contraídos no ambiente de trabalho? Sim.

O que fazer quando um funcionário apresentar problemas no Exame de Raio X? O funcionário deverá ser encaminhado a um Médico Especialista naquele problema, que emitirá um parecer mais preciso, trazendo a conduta a ser seguida pelo paciente.




 

  Site Map